Notícias

Produção mundial de aço cru cresce 1,2% em 2014

26 jan 2015

A Worldsteel informou que a produção mundial subiu para 1,662 bilhão de toneladas. O Brasil é o maior produtor da América Latina, seguido pelo México.

A Associação Mundial do Aço (worldsteel) revelou no dia 22 de janeiro, em Bruxelas, os números mundiais e regionais da produção anual de aço cru de 2014. Em comparação com o ano anterior, o aumento foi de 1,2%, atingindo 1,662 bilhão de toneladas. Apesar do seu tamanho, o Oriente Médio registrou o maior aumento em termos regionais: 7,7%.

As outras regiões que mais cresceram em termos percentuais foram América do Norte (1,7%), Ásia (1,4%) e América Latina (0,1%). Houve queda na Austrália e Nova Zelândia (-1,8%), África (-0,7%) e Europa (-0,1%).

Totais regionais

A América Latina produziu em conjunto 65,5 milhões de toneladas em 2014, das quais 33,9 milhões correspondem ao Brasil (-0,7% do que em 2013), 19,2 milhões ao México (+4,2%) e 5,5 milhões à Argentina (-5,8%). A América do Norte produziu 100,9 milhões de toneladas, com 88,3 milhões nos Estados Unidos e 12,6 milhões no Canadá.

Com o aumento da sua produção, o Oriente Médio passou de 26,5 milhões de toneladas de aço cru em 2013 para 28,5 milhões em 2014.

Na Ásia, a produção somou 1,1323 bilhão de toneladas. Nesse bloco, a China cresceu 0,9% (total de 822,7 milhões de toneladas); o Japão, 0,1% (110,7 milhões) e a Coreia do Sul, 7,5% (71 milhões).

Na Europa, a produção foi de 169,2 milhões de toneladas. O maior aumento na região foi registrado na Alemanha (0,7%, 42,9 milhões de toneladas), mas nos países do bloco CEI (Rússia, Uzbequistão e Ucrânia, entre outros) houve queda de 2,8% e o total ficou em 105,3 milhões de toneladas, das quais 70,7 milhões correspondem à Rússia e 27,2 milhões à Ucrânia.