Notícias

México: Começam as aulas na Escola Técnica Roberto Rocca

18 ago 2016
Print this pageEmail this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestShare on TumblrShare on LinkedIn

Integrada por 128 estudantes, a primeira geração de alunos da Escola Técnica Roberto Rocca começou formalmente as aulas depois de uma semana de atividades preparatórias, cursos introdutórios e entrega de uniformes e materiais educativos.

Situada em Pesquería, o novo polo industrial de Nuevo León, no México, onde a Ternium foi promotora do desenvolvimento local, a Escola Técnica Roberto Rocca abriu oficialmente as portas na segunda-feira, 15 de agosto. A instituição de ensino médio que pretende ser a melhor do seu tipo no México recebeu a sua primeira geração de estudantes, que vão se preparar para ser técnicos de alto nível na indústria. Trata-se da aposta de desenvolvimento social mais importante feita pela Ternium e pelo Grupo Techint no México.

Máximo Vedoya, presidente executivo da Ternium no México, deu as boas-vindas aos alunos, acompanhado pelos diretores e professores da escola. A mensagem foi direta e contundente: instalações, formação acadêmica e professores de primeira linha para jovens talentosos e dedicados que quiserem aproveitar a oportunidade de transformar as suas vidas e a da sua comunidade.

“Esta escola tem o nome de Roberto Rocca, que foi presidente da nossa empresa durante muito tempo. Ele estava convencido de que todos devem ter as mesmas oportunidades, que surgem por meio da educação, e insistia que a educação era o mais importante. Se vocês realmente estudarem, trabalharem para ampliar os seus conhecimentos e aproveitarem esta oportunidade, todos poderemos crescer e ser mais bem-sucedidos na vida”, disse Vedoya.

O primeiro de muitos dias

Os alunos começaram a jornada com aulas introdutórias sobre a formação que receberão, os regulamentos da escola e a história da empresa que está por trás desta grande oportunidade.

Muitos moram em Pesquería e outros vêm de longe, e todos têm um objetivo em comum: o desejo de não se deixar vencer pelas dificuldades econômicas ou sociais que poderiam impedir o seu desenvolvimento profissional.

“Eles nos facilitaram tudo para avançar na carreira, então temos que estudar muito e nos esforçar todos os dias para crescer”, disse Carolina Garza. “Eu estou muito motivado e vou recomendar esta escola a outros estudantes porque este novo projeto foi realizado para ajudar as pessoas”, afirmou Juan Carlos Segovia.

Orgulho e responsabilidade

“Eu estou orgulhoso de pertencer a esta escola e de todas as oportunidades que estes jovens terão. Também sinto uma grande responsabilidade em não falhar diante das expectativas que colocaram em nós”, contou Miguel Ángel Soto, professor há mais de cinco anos que agora dará aulas de Desenho Técnico e Segurança Industrial na Escola Técnica Roberto Rocca.

Efrén Castillo, diretor da instituição, relembra o caminho percorrido no último ano, desde que o projeto foi anunciado até se tornar realidade. “Estou muito satisfeito com a resposta do primeiro dia, tanto dos jovens quanto do pessoal e das pessoas envolvidas na abertura da escola. No aspecto pessoal, é um compromisso enorme que nos motiva a dar o máximo para ver em cada um desses meninos e meninas um futuro promissor”, afirmou.

Expectativa da comunidade

A comunidade também tem está de olho nos frutos desta “incubadora” de talentos técnicos. Glória Ramírez, mãe de um dos estudantes, resume: “Temos muitas expectativas e estamos emocionados. É excelente que uma empresa como a Ternium apoie a educação dos jovens com talento, mas sem recursos para se desenvolver”.